Sub-16: Fase Final em Elvas

Este fim de semana temos em Elvas a Fase Final do Campeonato Regional de Sub-16

Futebol Distrital

Transmissão do FC Crato vs Fronteirense, em directo na TV guadiana

Municipio de Elvas recebe prémio na FITUR

O stande de Elvas foi um dos melhores no certame de Madrid

Searas ao vento de Nuno Franco Pires

O primeiro livro do escritor elvense já vendeu mais de 300 exemplares

Baby Basket continua em força

Boa notícia para o basquetebol elvense (notícia TV guadiana)

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Enquanto uns dormem outros preparam uma gincana comercial


Dando uma "volta" pelos vários sites do outro lado da Eurocidade (leia-se Badajoz), encontro uma notícia no BadajozDirecto que de certa forma me deu mais uma vez inveja e tristeza pela realidade elvense.
O Ayuntamiento e os comerciantes promovem as compras no próximo domingo dia 1 de Fevereiro, com uma gincana comercial no centro de Badajoz. Consiste em encontrar no Casco Antiguo, em Menacho e nos Alfereces, todas as peças ou alimentos de estabelecimentos de restauração que tenham as três personagens criadas para o evento, o Luís, a Laura e a Andrea. Quando os clientes localizarem os artigos, o estabelecimento carimbará uma ficha de participação, que estando completa ou não, será entregue num dos três postos de controlo nas praças de Alfereces, Soledad e San Francisco. Os prémios são convidativos, pois entre os participantes serão sorteados quatro de 100 euros e dez de 50 euros.
Além da gincana haverá mais actividades. como uma visita guiada pelo Casco Antiguo, durante a manhã visitas a Puerta Palmas e à Torre de Espantaperros, trabalhos manuais como pintar máscaras e uma "oca" gigante no Paseo de San Francisco, ou um desfile de um grupo infantil desde a Calle San Juan até à Calle Menacho, além do 31º Crosse Popular "Vuelta al baluarte" ou a exposição dos cartazes das festas carnavalescas no Museu do Carnaval.
Como podemos ler são inúmeras as iniciativas para atrair as pessoas a andarem pelo Casco Antiguo no próximo dia 1 de Fevereiro, que são resposta clara à abertura das grandes superfícies comerciais no primeiro domingo de cada mês.
É este o caminho correcto do comércio tradicional? É! Contra as adversidades há que arregaçar as mangas e puxar pela imaginação para tentar cativar de novo as pessoas. É fundamental que o comércio tradicional se mexa, que não fique à espera que os clientes caiam do céu, mas para tentar recuperar clientela terá de promover acções em conjunto. Cada um por si é "a morte do artista".
É isto possível em Elvas? Pelo que temos visto até aqui e o que perspectivamos para o futuro imediato, ninguém acredita ver este tipo de iniciativas em Elvas. É isso que me entristece, pois vemos o comércio tradicional a encaminhar-se rapidamente para uma morte anunciada.
Como se pode ver no vídeo publicado no post anterior, o Centro Histórico elvense está frequentado quase exclusivamente pela população sénior, num hábito de muitos anos, o que não acontece com as gerações seguintes. A "cidade" deixou de ser atractiva em todos os sentidos para os que vivem nos bairros periféricos. Muitos de certeza que ao lerem este post dirão que "há séculos que não vou lá acima". Relembro que actualmente os habitantes da zona intra-muros são na sua maioria os seniores com reformas baixas, os imigrantes dos países do leste e a comunidade cigana que vivem dos rendimentos sociais, ou os sem-abrigo que deambulam sem rumo à espera que o dia passe.
Com este panorama esperamos por um milagre? Penso que nem com intervenção divina isto se endireita. Enquanto uns dormem outros preparam gincanas comerciais para atrair as pessoas...

Foto: BadajozDirecto

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

A realidade do Centro Histórico de Elvas!

Finalmente estão reunidas as condições para voltar ao trabalho no Três Paixões. Sei que já tinha dito que o regresso estava para breve, mas só agora foi possível pelo facto de estar envolvido noutro projecto que me tem absorvido algum tempo. Como se pode ver na primeira página do blogue, faltam fotos aos posts anteriores. Sei que não é significativo, mas a imagem é importante para mostrar que esta casa está organizada. Surgiu um problema com a Cópia de Segurança da Google e por isso as fotos desapareceram.
Dito isto vamos ao que interessa, ou seja o propósito deste humilde observador emitir as suas opiniões sobre as Três Paixões (Elvas a minha cidade, a Raya e o Basquetebol). O post de hoje é um vídeo gravado na manhã de sábado dia 20 de Dezembro, e na tarde de 24 de Dezembro, onde trato de mostrar o Centro Histórico de Elvas em dias que habitualmente tinha muito movimento com as compras de Natal.
Como podemos ver as ruas estão despidas de gente, as lojas de certeza não conseguiram as receitas desejadas numa época que normalmente "safa" os últimos meses do ano, e assistimos a um número elevado de seniores a passear, sendo os únicos que ainda dão algum movimento nas principais artérias do Centro Histórico.
Sabemos que já se tocou neste assunto muitas vezes, mas penso que este problema necessita de um debate aberto, em conjunto com todas as partes interessadas, para se tentar chegar a algum consenso, ou a conseguir retirar desse debate ideias que possam "abanar" positivamente a realidade que diariamente vemos. 2015 chegou e não acredito em melhorias. Como está a situação económica actual e o esquecimento profundo da maioria dos elvenses em visitar a "cidade", penso que vai ser um ano muito complicado.
Em breve o Três Paixões irá promover sessões de debate com amigos desta casa sobre este e outros problemas, para tentar colaborar com o "abanão" que Elvas necessita com urgência!


Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal!


quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

A noite mágica chegou!


sábado, 17 de maio de 2014

O regresso está para breve...

Em breve estarei de regresso! As opiniões deste humilde observador em relação às três paixões vão voltar em pleno. A abordagem aos temas será um pouco diferente, com novos conteúdos, e penso que os visitantes do blog vão gostar das mudanças.
Aguardem mais uns dias que a "casa" está a ser arrumada.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Novo Governo já nos tramou!

O novo Governo liderado por Pedro Passos Coelho já nos tramou! Não que a notícia nos tivesse surpreendido, pois há muito tempo que o PSD apregoava que o projecto de Alta Velocidade Poceirão-Caia devia parar. Já o fez, e mais uma vez o Alentejo volta a ser uma região que não interessa desenvolver por parte de quem agora gere os destinos dos portugueses.

Este assunto já mereceu vários posts e comentários no Três Paixões assim como noutros blogues elvenses, mas agora falamos de uma decisão que volta a estancar o progresso da nossa região. O novo Primeiro-Ministro seguiu as ideias anteriormente defendidas por Manuela Ferreira Leite, e suspendeu a ligação Poceirão-Caia, vital para a melhoria económica da nossa região. Não podemos esquecer que este projecto é estruturante, já que para além do TGV, temos a linha de mercadorias que ligaria Sines à Plataforma Logística do Caia, e esta é realmente a parte mais importante do projecto para Elvas.

Além da indignação alentejana há também a espanhola, tanto do Governo de Zapatero como do líder da oposição Mariano Rajoy, que pretende uma reunião entre o Governo recentemente formado da região da Extremadura, por sinal também de direita, para tentar demover o Governo português desta nefasta decisão que prejudica o Alentejo e a Extremadura. A linha de TGV na parte espanhola até Badajoz, só se justifica se a linha for Lisboa-Madrid, tendo em conta que o projecto é de interesse europeu.

A suspensão da linha Poceirão-Caia marca negativamente o futuro do Alentejo. No entanto o Governo no programa divulgado na passada terça-feira, considera que o projecto "poderá sujeitar-se a uma reavaliação, incluíndo o seu conteúdo e calendário, numa ótica de otimização de custos, à luz dos novos condicionalismos, e que deverá ter em conta o estatuto jurídico dos contratos já firmados". Poderá sujeitar-se a reavaliação... Como não sejam os espanhóis ou mesmo a Comissão Europeia a convencer Passos Coelho que devem continuar o projecto, penso que isto é mais um conto do vigário.
O novo Aeroporto de Lisboa parece ser mais importante e esse não recebeu ordem de suspensão, dizendo o Governo que há vontade de "prosseguir a modernização das infraestruturas aeroportuárias, reavaliando a oportunidade de construção de um novo aeroporto". Isto já não é Alentejo...

Já se fala em indemnizações na ordem de 150 milhões de euros pela suspensão. Vale a pena parar um projecto que daria muitos postos de trabalho, tanto na construção da linha, como depois de feita com a Plataforma Logística, movimentando assim a economia local e regional, e pagar tanto dinheiro? Sabemos que vivemos dias muito difíceis e que há que reduzir o défice urgentemente, mas vejam que esta suspensão aniquila o futuro de uma região condenada ao esquecimento de todos menos dos Alentejanos!

foto: Semanário Sol

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Sábado com dois bons eventos em Elvas

Amanhã vamos ter dois bons eventos na nossa cidade. No Coliseu o Sarau Gimno-Musical dos Professores Jorge Brito e Luís Zagalo, com início marcado para as 22 horas.
Será a terceira edição neste formato, do fim de actividades das classes de ginástica do Professor Jorge Brito na Associação do Bombeiros Voluntários de Elvas, e como nos anos anteriores prevê-se uma grande afluência de público.


Na Sociedade Recreativa 1º de Dezembro, a popular "Azevia", temos um dos melhores representantes da música popular portuguesa. Sebastião Antunes regressa a Elvas para uma noite de boa música numa das mais antigas colectividades da nossa cidade. O início está marcado para as 21h30.


Falta de eventos em Elvas? É sempre a mesma coisa? Nada disso, e este sábado temos opções de escolha e boas. Não faltem!

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Câmara de Elvas vai construir mais dois pavilhões

A Câmara Municipal de Elvas, na reunião de 8 de Junho, decidiu aprovar uma Revisão Orçamental, onde está contemplada a construção de mais dois pavilhões desportivos (em Elvas e Vila Boim) e a recuperação do actual Pavilhão Desportivo Municipal de Elvas, na Fonte Nova. Esta Revisão Orçamental vai ser enviada, para aprovação, à próxima sessão da Assembleia Municipal.
fonte: site do Município de Elvas

Mais investimento no campo do desporto por parte da edilidade elvense, que irá aumentar em dois pavilhões o parque desportivo de Elvas. Com as obras de alteração do relvado no Campo Patalino, os balneários no Campo Pedro Barrena e agora mais dois pavilhões, podemos dizer que apesar da crise, o município continua a investir, o que se saúda.

Se felicitamos a Câmara por estes projectos, que visam sem dúvida dar um maior oferta em condições para a prática desportiva no concelho, temos de dizer que o grande problema de há muito tempo, é a organização das estruturas desportivas. Em especial na distribuição dos horários de utilização do Pavilhão da Fonte Nova, que nunca seguiu o regulamento criado pela Câmara Municipal de Elvas no longínquo ano de 1992. Acontece que dito regulamento dava prioridade total ao desporto federado, e só depois o desporto "a brincar" podia beneficiar do equipamento.
Como desporto federado e praticado no Pavilhão da Fonte Nova, temos o Basquetebol, a Ginástica e o Futsal. Dois clubes se debatem com o problema de poder trabalhar com qualidade e aumentar o número de federados, o Clube Elvense de Natação e a Sociedade de Instrução e Recreio. Já por diversas vezes foi manifestado pela Secção de Basquetebol do CEN, a necessidade de poder contar com mais horas de utilização do Pavilhão. E isto porquê? Simplesmente porque há treinadores que contam com 30 atletas nos treinos, e como devem calcular num desporto que se pratica com 5 jogadores, é manifestamente impossível de se poder realizar um trabalho positivo se não houver mais espaço e mais horas.

Há muitos grupos de amigos que solicitam horas para poder jogar futebol, e é legitimo poderem praticar desporto, mas deveriam apenas utilizar o pavilhão quando os federados não trabalhassem. O mais chato é que por várias vezes não aparece ninguém e o pavilhão fica fechado, sem utilização, o que para aqueles que andam a solicitar horas por necessidade se torna numa desagradável situação.
Acontece que os responsáveis pelos equipamentos desportivos permitem que todos possam solicitar horas no Pavilhão da Fonte Nova, mas quando se pretende utilizar qualquer dos três campos de futebol, a resposta é taxante e rotunda com um "não pode ser pois os campos são para as equipas d'"O Elvas" e d'"Os Elvenses"".

Sem dúvida o tratamento dado aos clubes da cidade de Elvas não é o mesmo. Os clubes de futebol não têm preocupações de espaço, pois até dispõem do Estádio de Atletismo para "desafogar", e o CEN e a SIR são olhados da mesma forma que o são os vários grupos de amigos que querer jogar à bola no pavilhão. Elvas necessita claramente de pessoas capacitadas para gerir o desporto, pessoas formadas nesta área para que a nossa cidade possa beneficiar em pleno do vasto parque desportivo que dispomos, e que assim se olhe para Elvas como uma cidade de BOM desporto.

Agora com esta decisão da Câmara em aumentar o parque desportivo elvense em mais dois pavilhões, esperamos que se olhe melhor para as necessidades dos clubes que contam com desporto federado, em prol de poderem mostrar qualidade no seu trabalho e levar o nome de Elvas a mais altos patamares.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal