terça-feira, 30 de março de 2010

Semana Santa elvense

Em Elvas, as cerimónias abriram com o Domingo de Ramos, e a benção dos Ramos nas diversas paróquias da cidade.

Para as 21 horas de quarta-feira está marcada a habitual Via Sacra pública, que liga a Igreja do Senhor Jesus dos Aflitos, no centro histórico de Elvas, ao Santuário do Senhor Jesus da Piedade. Após a chegada da Via Sacra ao Santuário haverá confissões.

Na quinta-feira Santa 1 de Abril, decorre a partir das 18 horas na Sé a Missa Vespertina da Ceia do Senhor, incluindo as cerimónia de Lava-Pés e Adoração do Santíssimo Sacramento. Pelas 21 horas sai da Igreja da Misericórdia a Procissão do Mandato, que percorrerá as igrejas da zona intra-muros de Elvas.

Para as 9 horas da manhã de Sexta-Feira Santa está marcada a Oração de Laudes na Sé, às 11 há Via Sacra na Igreja do Salvador e às 15h começa na Sé a Celebração da Paixão do Senhor, incluindo Adoração da Cruz e Comunhão. Às nove da noite sai da Sé a Procissão do Enterro do Senhor.

No Sábado Santo há Oração de Laudes às 9h da manhã na Sé, templo onde pelas 22 horas tem início a Solene Vigília Pascal.

Finalmente no Domingo de Páscoa, a Procissão da Ressurreição tem início às onze e meia da manhã na Igreja da Misericórdia.

(fonte site Rádio Elvas / foto Linhas de Elvas)

Todos têm conhecimento que os eventos religiosos realizados em Elvas durante a Páscoa são marcantes e muito atractivos. Mas para comprovar que efectivamente assim é, devemos sair de casa e assistir ao vivo. Tenho a certeza que sendo verdadeiros devotos ou apenas crentes não praticantes, irão gostar. Apareçam!

Informo os amigos e leitores do Três Paixões, que esta casa irá estar de férias até à próxima segunda-feira. Vou de viagem até Valencia para uns dias de turismo, sol e descanso.

Até lá desejo a todos uma excelente Semana Santa e aos que vão de férias que desfrutem ao máximo.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

segunda-feira, 29 de março de 2010

A nossa razão de ser no basquetebol

Realizou-se na manhã do passado sábado o VI Convívio Internacional de Minis "Cidade de Elvas", com a participação de cerca de 130 atletas. Acabámos com a sensação de dever cumprido, numa jornada de excelente divulgação do basquetebol na nossa cidade.
Recebemos muitos elogios por todos os que participaram, factor motivante da continuação de um trabalho que aos poucos vai mostrando resultados.

Tudo isto não seria possível sem o apoio de muitas pessoas que diariamente nos acompanham. Falamos sem dúvida dos pais dos nossos atletas, que entusiasticamente assistiram ao Convívio, e que nos demonstram verdadeiro apoio a esta equipa de trabalho. Também devemos agradecer o apoio institucional da Câmara Municipal de Elvas e da Delta Cafés, pois sem eles não conseguiríamos realizar um evento que continua a ser um dos mais bem organizados.

Aqui vos deixo imagens do que se passou no nosso Convívio. A satisfação é total!



Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

domingo, 28 de março de 2010

Remember the 80's (#8)

Um tema que ainda hoje se ouve nas rádios. Desfrutem!



Scottish
Uma Paixão recordando os 80

sábado, 27 de março de 2010

Tempo de Magia (#12)

Se uma equipa tem um poste determinante, o caminho para o sucesso será de certo mais curto. Foi isso que aconteceu com os New York Knicks quando adquiriu os serviços de Patrick Ewing, um jamaicano nacionalizado estadounidense que provinha da Universidade de Georgetown, considerada a melhor escola de postes dos EUA.

Rapidamente conseguiu chamar a atenção na NBA, tendo sido eleito Rookie (novato) do ano 1986, depois de conquistar em 1984 a medalha de ouro com os EUA nos Jogos Olimpicos de Los Angeles frente à Espanha.
Pat Ewing voltou a colocar os Knicks na ribalta da melhor liga profissional do mundo, um clube que conquistou o anel apenas por duas vezes nos longinquos anos de 1970 e 1973.
Nos primeiros dois anos de profissional, Ewing não conseguiu que a equipa estivesse à sua altura, e só com a chegada de Mark Jackson em 1987 conquistou o apuramento para os playoffs, caindo nas meias-finais da Conferência Este com os Boston Celtics.
Nas rondas a eliminar Pat Ewing teve pela frente o osso mais complicado de roer na sua carreira, os Chicago Bulls de Michael Jordan. Foi derrotado pela equipa da cidade do vento por quatro vezes até conseguir a vitória em 1993-1994, mas já sem Jordan nos Bulls... A seguir venceram os Indiana Pacers para defrontar na Final os Houston Rockets. Lideraram a série por 3-2, e no sexto jogo John Starks teve o ultimo lançamento para conquistar o anel, mas foi bloqueado por um senhor chamado Hakeem Olajuwon. Os Rockets venceram e a decisão passou para o séptimo jogo, mas na derradeira partida os Knicks foram derrotados por 97-95, muito por culpa de um desastroso John Starks que apenas marcou 2 lançamentos de 18 tentados.

Tiveram de passar 5 épocas para que voltassem a disputar as Finals, novamente com uma equipa do Texas, desta feita os San Antonio Spurs de David Robinson e Tim Duncan. O mais surpreendente da trajectória dos Knicks de Ewing nesta época, foi que pela primeira vez uma equipa que se classifica para os playoffs na oitava posição chega à final da NBA.
No entanto os Spurs necessitaram apenas de cinco jogos para conquistarem o anel, muito por culpa das lesões que assolaram os Knicks, entre elas a de Pat Ewing. No ano seguinte os Pacers derrotaram a equipa da Big Apple na final da Conferência Este e assim se fechou o ciclo de Ewing em Nova Iorque. Seattle foi o seu destino mas sem qualquer sucesso, e em 2001-2002 voltou à costa leste dos EUA para pendurar as botas nos Orlando Magic, continuando ligado actualmente ao clube como assistant-coach.

Jogou ao mais alto nível durante 17 épocas, 15 das quais nos New York Knicks, onde apesar de não ter sido campeão, consideram-no o jogador mais importante da melhor fase da história do clube. O número 33 foi retirado pelos Knicks em sua homenagem, foi eleito um dos 50 melhores jogadores da história da NBA, e integrou o Dream Team, a melhor equipa da história, para vencer a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona.
As suas estatisticas são invejáveis com médias de 21 pontos e 9,8 ressaltos por jogo.

Fica aqui um pequeno tributo a Patrick Ewing, o jogador que mudou o rumo dos New York Knicks.



Scottish
Uma Paixão, um Tempo de Magia

sexta-feira, 26 de março de 2010

Tertúlia da Semana (#9)

No passado sábado tivemos uma campanha de recolha de lixo em vários pontos verdes da geografia elvense, através do projecto Limpar Portugal. Apesar da chuva foram muitos os voluntários que decidiram enfrentar a intempérie e associar-se ao projecto. No entanto a questão é se o tempo estivesse bom, se o sol brilhasse, o número de voluntários seria maior?

Agora surge outra iniciativa para amanhã, a "Hora do Planeta".

"É uma iniciativa da rede WWF que envolve Cidadãos Comuns, Governos e Empresas numa acção conjunta que pretende sensibilizar para a necessidade de se adoptarem actos simples mas válidos que permitam ajudar o Planeta na sua regeneração, conservação e preservação.
Em 2009, durante uma hora, mais de 4 mil cidades (das quais 11 cidades portuguesas), em 88 países, 21 mil empresas e 1.200 milhões de pessoas em todo o mundo deram o seu voto ao Planeta.
Às 20h30 do dia 27 de Março de 2010 apague as luzes e veja a diferença que pode fazer no combate ao aquecimento global".
(trecho tirado do comunicado da WWF Mediterrâneo Portugal)

Para este ano as expectativas da Hora do Planeta 2010 são ainda mais abrangentes, espera-se o envolvimento de mil milhões de pessoas e 6 mil cidades em todo o Mundo.

Portalegre vai aderir à Hora do Planeta desligando a iluminação do Castelo das 20h30 às 21h30.

As questões que coloco na mesa são as seguintes:
Os elvenses somos cidadãos preocupados com a reciclagem?
Preocupamo-nos com estas coisas de poupar para viver num mundo melhor?
Tratamos de manter as nossas ruas limpas de lixo e dejectos de animas de estimação?
Consideramos importante aderir à Hora do Planeta pois sem dúvida reduzimos o consumo de energia?

Considero que estamos pouco sensibilizados para estas coisas do meio ambiente, por muito que se diga o contrário. Basta ver a quantidade de beatas de cigarro que há nas ruas, de lenços de papel, do pouco civismo de alguns que permitem os dejectos dos seus animais de estimação. E só não estamos pior porque os mais pequenos "obrigam" a reciclar o lixo de casa.
Quanto à luz, creio que é geral a queixa que a EDP nos leva o dinheiro que temos para pagar as facturas mensais. Consideramos sempre elevado o valor pedido, mas nunca nos lembramos da quantidade de electrodomésticos que ligamos ao mesmo tempo, ou do ar condicionado que está o dia inteiro a trabalhar e a consumir energia.

E não se esqueçam que o civismo é um belo cartão de visita para uma cidade que pretende ser Património do Mundo...

Tertulianos digam de vossa justiça e desejo-vos um bom fim de semana.

Scottish
Uma Paixão, uma tertúlia semanal

terça-feira, 23 de março de 2010

VI Convívio Internacional de Minis


Na manhã do próximo sábado vamos ter o VI Convívio Internacional de Minis "Cidade de Elvas", numa organização do Clube Elvense de Natação, com o apoio da Câmara Municipal de Elvas. 150 crianças com idades compreendidas entre os 8 e os 11 anos irão mostrar as suas dotes basquetebolistas e animar uma manhã que esperamos seja do agrado de todos.

Fica feito o convite para darem um saltinho ao Pavilhão e verem um espectáculo desportivo com crianças muito interessante de seguir. São elas a base do futuro, por isso o nosso apoio deve ser TOTAL.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

segunda-feira, 22 de março de 2010

Hoje temos Assembleia Geral do Colosso

Os sócios d'"O Elvas" estão convocados para a assembleia geral que se realizará hoje, pelas 20h00, na sede da Rua dos Chilões.
Trata-se do local e momento certos para discutirmos construtivamente a situação desportiva actual do Clube Alentejano de Desportos, e de vermos quais são as ideias que a Direcção tem para o futuro imediato. Este será porventura o ponto mais importante dos quatro que fazem parte da convocatória feita pelo Presidente da Assembleia Geral, e aquele onde os sócios devem expressar a sua opinião sobre a política desportiva que o clube está a seguir.

A nossa equipa sénior está longe da possibilidade de conquistar o Distrital, com muitos erros na composição do plantel desde o início de época, revelando muito desequilíbrio. Por esse motivo contamos com o terceiro treinador da época, já houve jogadores dispensados por falta de rendimento, no entanto alguns novamente reintegrados, ou aquisições sem nexo e sem qualidade para reforçar o plantel, são factores que sem dúvida condicionaram a marcha que se previa triunfal no Distrital.

Para todos colocarem os pés no chão surgiram equipas que com melhor concepção de equilíbrio na escolha inicial dos seus jogadores, mostraram que "O Elvas" iria ter dificuldades em sagrar-se campeão.
Na primeira fase o Campomaiorense venceu-nos as duas partidas, dando um primeiro toque de atenção importante, mas que mesmo assim não foi o suficiente para repensar a estratégia a seguir. Na actual segunda fase, a Divisão de Honra, temos de considerar a caminhada azul-e-ouro como nefasta. Ontem frente ao Castelo de Vide registámos o segundo triunfo caseiro, que com os empates nos outros jogos permitiram-nos a subida ao quarto lugar a 5 pontos do líder Crato. As derrotas caseiras frente a adversários directos como o Estrela, Fronteirense, ou Campomaiorense, esta com goleada incluída, mais o desaire no Crato, vão exigir um enorme esforço para a segunda volta, não podendo haver qualquer escorregadela.

Olhando para as estatísticas, temos a pior defesa dos seis primeiros classificados com 15 golos sofridos e estamos no grupo dos segundos melhores ataques com 20 remates certeiros, junto a Campomaiorense e Fronteirense, e a um do Crato. Penso que com estes dados se pode ver onde está a principal lacuna do plantel.

Olhando para o futebol de formação, em Iniciados "Os Elvenses" já se sagraram campeões distritais, a quem endereço os meus parabéns, estando a nossa equipa no terceiro lugar. Os Juvenis estão a fazer um campeonato para esquecer, ocupando o quarto lugar e a grande distância do líder Eléctrico. Em Juniores somos terceiros atrás de Portalegrense 1925 e Campomaiorense, e com poucas possibilidades de chegar ao topo.
O melhor que temos são sem dúvida as duas equipas dos escalões de Infantis e Escolas liderando com as equipas "A" e conseguindo a segunda posição com as "B". Aqui sim uma boa notícia e creio mesmo ser a melhor que deveríamos ter, pois trabalhando com qualidade estes escalões de forma a conquistar o acesso a disputar futuras competições nacionais, possibilitamos os nossos jovens jogadores de enfrentarem adversários de maior calibre. Assim poderemos fornecer-lhes uma maior e melhor evolução qualitativa, mas para isso deve-se treinar mais. É impossível conseguir bons resultados desportivos treinando duas vezes por semana. É por treinarmos pouco que as pesadas pesadas derrotas acontecem quando disputamos no Nacional.

Sim, devemos competir a nível nacional, ao contrário do que dizem os dirigentes que por falta de verbas dizem não. Então há dinheiro para gastar nos seniores sem qualquer êxito desportivo, e não há para colocar os escalões de formação em competição nacional? Haja paciência...

Por tudo isto e por muito mais devemos TODOS dizer presente na Assembleia Geral de hoje. NÃO FALTEM!!!!

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

domingo, 21 de março de 2010

Remember the 80's (#7)

Um dos temas mais emblemáticos dos Simple Minds, que continua "Alive & Kicking" no Três Paixões!



Scottish
Uma Paixão recordando os 80

sábado, 20 de março de 2010

Tempo de Magia (#11)

Chris Mullin é o senhor que se segue. Dono de um lançamento exterior simplesmente letal para os adversários, foi provavelmente o jogador mais emblemático dos Golden State Warriors. Escolhido na 7ª posição do draft, foi considerado o jogador universitário do ano 84-85, conquistando o prémio John Wooden. Foi um jogador com elevadas porcentagens de concretização, como aconteceu na época 97-98 em que fixou o melhor record da linha de lance-livre com 93,9%. Na carreira obteve uma média de 18,2 pontos/jogo, com uma média incrível de 50,9% em lançamentos de campo e 86,5% em lances-livres.

Nunca venceu o campeonato nas 16 épocas que jogou com os Warriors e os Indiana Pacers, no entanto foi medalha de ouro no Jogos Olímpicos de 84 em Los Angeles, frente à Espanha, e em Barcelona'92 fazendo parte do mítico "Dream Team".

É actualmente o manager dos Golden State Warriors e espero que gostem do vídeo.



Scottish
Uma Paixão, um Tempo de Magia

sexta-feira, 19 de março de 2010

Tertúlia da Semana (#9)

Amanhã em Sousel a SIR joga uma cartada decisiva na luta pela conquista do Campeonato Distrital de Futsal. O jogo em atraso frente à Associação SouJovem, os actuais campeões, poderá colocar a equipa comandada por Vítor Barreto caso vença, em igualdade pontual com o líder Campomaiorense. No entanto os "galgos" continuariam na primeira posição por um golo de vantagem no confronto directo, pois venceram em Elvas por 1-3, enquanto a SIR fez o próprio em Campo Maior mas apenas por 1-2.

Caso a SIR vença e todos esperamos isso, as duas últimas jornadas não serão aptas para cardiacos, com três candidatos à vitória final. Dia 27 de Março no Pavilhão Rui Nabeiro, o Campomaiorense recebe o também candidato Reguengo, enquanto a SIR defronta em Elvas o penúltimo classificado Póvoa e Meadas.
O empate em Campo Maior seria o melhor resultado para os interesses dos elvenses, já que a SIR terá de visitar o Reguengo na última jornada, e conta com uma desvantagem de 6 golos vindos da derrota na primeira volta por 3-9.

Para trás ficaram resultados menos conseguidos que mais um ano estão a condicionar a possibilidade de chegar ao final com vantagem pontual para conquistar o desejado título distrital. A equipa não tem sido tão equilibrada esta época, registando resultados algo inesperados principalmente com adversários da parte baixa da classificação.
Recordo que na passada temporada a SIR perdeu o Campeonato a quatro jornadas do fim com um empate caseiro frente ao Portus Alacer. De nada lhe serviu ter sido o melhor ataque com 140 golos, mais 40 que o campeão Assoc. SouJovem, e a segunda melhor defesa com 59 golos sofridos, mais 3 que a equipa de Sousel.
Mesmo assim a SIR venceu a Taça da Associação e a Supertaça, demonstrando a sua superioridade ao longo de toda a época, com o senão do Campeonato.

Estes são os resultados entre os primeiros classificados, que demonstram que todos podem vencer todos.
Jorn.1 Campomaiorense - 1 / SIR - 2
Jorn.3 Reguengo - 4 / Assoc.SouJovem - 4
Jorn.4 Assoc.SouJovem - 2 / Campomaiorense - 1
Jorn.5 SIR - 8 / Assoc.SouJovem - 1
Jorn.8 Reguengo - 0 / Campomaiorense - 5
Jorn.9 SIR - 3 / Reguengo - 9
Jorn.10 SIR - 1 / Campomaiorense - 3
Jorn.12 Assoc.SouJovem - 6 / Reguengo - 3
Jorn.13 Campomaiorense - 6 / Assoc.SouJovem - 2

Classificação actual

Será que a SIR vai conseguir vencer amanhã em Sousel e assim poder lutar até ao fim para ser campeão? Convenhamos que haverá dificuldades perante o actual campeão, apesar de nesta época as coisas para a Assoc.SouJovem não terem sido as esperadas. Mesmo assim a valia da equipa comandada por Vítor Barreto terá de superar as dificuldades e principalmente a ansiedade, para vencerem a primeira das três finais que restam.

Este é o tema desta semana. Tertulianos digam de vossa justiça.

Scottish
Uma Paixão, uma tertúlia semanal

quinta-feira, 18 de março de 2010

Apresentação de livro de poesia na Biblioteca

O livro de poesia “Escrito(s) no Ar”, da autoria do escritor elvense José-António Chocolate, vai ser apresentado numa cerimónia marcada para as 17 horas, de 20 de Março, sábado, na sala polivalente da Biblioteca Municipal de Elvas.

Para esta hora, está anunciada a realização de uma entrevista conduzida pelo jornalista Raul Tavares, um espaço de poesia dita, por Pedro Luz, e a interpretação de temas musicais incluídos no CD que acompanha o livro, pela “Trupe Largueza”, constituída por João Roque, Luís Fernando e Pedro Luz.

Este evento engloba-se nas comemorações do Dia Mundial da Poesia que a Câmara Municipal de Elvas promove e tem apoio da “Casas do Poeta, Turismo em Espaço Rural”.

(in site CME)

Cada vez mais temos trabalhos elvenses relacionados com a cultura, numa clara demonstração de que somos uma cidade "eminentemente cultural", como diz o amigo Xavier de Sousa.
Sinceramente fico satisfeito com isto, pois a veia artística elvense vai sendo cada vez mais notória, dando uma perspectiva diferente à nossa cidade.

Aproveito para informar que a Biblioteca Municipal de Elvas faz parte das redes sociais Facebook (http://www.facebook.com/biblioteca.elvas) e Twitter (http://twitter.com/BibliotecaElvas). Mais um passo em frente para dar a conhecer uma parte cultural da nossa cidade ao Mundo.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

quarta-feira, 17 de março de 2010

Elvas na Feria MultiCáceres Turística 2010

A Câmara Municipal de Elvas vai estar presente na Feira dos Centros Históricos, MultiCáceres Turística 2010, que decorre entre 19 e 21 de Março, de sexta-feira a domingo, em Cáceres (Espanha).

A representação elvense é marcada com a presença de um stand na Plaza Mayor, no centro histórico desta cidade espanhola, num certame em que o Património e o Turismo são os temas dominantes. Realçar o património monumental da cidade, as fortificações de Elvas e a sua vocação turística é o objectivo principal desta intervenção internacional.

A presença de Elvas nesta feira é assente no propósito de estabelecer um ponto de encontro para profissionais das áreas do Património e do Turismo, para delinear estratégicas que valorizem e reforcem a dinamização do Turismo Cultural e do Turismo Histórico.

A feira é inaugurada às 11 da manhã (hora portuguesa) de sexta-feira dia 19, para se prolongar até às 20 horas; no sábado, o certame está aberto entre as 11 e as 20 horas; no domingo, abre às 11 horas para encerrar às três da tarde.

(in site CME)

Espero que a edilidade tire proveito desta feira, pois realiza-se no centro histórico de uma cidade que é Património do Mundo, e que logicamente tem uma experiência à qual devemos recorrer.
O stand fornecerá informação sobre Elvas, que penso deve ser a melhor possível para poder angariar mais turistas, mas toda a comitiva deverá obter conhecimentos para poder melhorar a nossa cidade face à candidatura das fortificações. Creio ser de vital importância podermos aprender com quem já sabe o que temos por fazer, para podermos aplicar esses mesmos conhecimentos na nossa realidade.

As fortificações são a forma de podermos chegar a Património do Mundo, mas toda a cidade deve ser reestruturada de forma a poder avalizar a candidatura. Temos de oferecer a quem nos visita uma imagem de cidade organizada, limpa, dinâmica, cuidadosa com os imóveis e seus monumentos, e a pensar no turismo como alternativa económica. Neste momento estamos longe de atingirmos os níveis desejados para fortalecer a candidatura.

Que tal um passeio até Cáceres este fim-de-semana?

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

terça-feira, 16 de março de 2010

A família vai aumentar!!!

Antes de mais pedir desculpas aos assíduos leitores desta casa por ontem não ter publicado post. No entanto penso que vão entender e aceitar a falta, pois no final da passada semana, eu e a minha cara-metade ficámos a saber que iríamos ser PAIS!

Sem querer ser lamechas, venho aqui partilhar com todos este momento de grande felicidade nas nossas famílias, sem dúvida um dos mais importantes da nossa existência.
A alegria transborda qualquer frase que aqui registe para a descrever, mas estamos verdadeiramente felizes com a notícia.
Tudo faremos para que a gestação do(a) nosso(a) filho(a) seja a melhor possível, pois como se costuma dizer, "o importante é que venha com saúde".

Hoje é este o post, e penso que a notícia justifica a falta de ontem :)

Scottish
Um momento de grande felicidade

domingo, 14 de março de 2010

Remember the 80's (#6)

Grande som dos Talk Talk...



Scottish
Uma Paixão recordando os 80

sábado, 13 de março de 2010

Tempo de Magia (#10)

Habitualmente esta rubrica tem mostrado individualidades, mas hoje vamos apresentar uma dupla. Nunca venceram o anel de campeão, sendo talvez o maior senão na trajectória invejável destes dois extraordinários jogadores.
John Stockton e Karl Malone formaram provavelmente a dupla mais letal da história da NBA. O famoso "pick and roll" (bloqueio e continuação) tinha nestes dois jogadores a sua melhor interpretação num campo de basquetebol. Não surpreendeu por isso que Chuck Dailey os tivesse escolhido para formar parte do Dream Team, em detrimento de outros que individualmente poderiam ter mais possibilidades.

Com este perfeito entendimento John Stockton passou Magic Johnson como o jogador com mais assistências na história, totalizando 15.806 (10,5/jogo) em 19 épocas nos Utah Jazz. Marcou 19.711 pontos (13,1/jogo), mostrando que sabia fazer mais do que passar a bola aos colegas.
Karl Malone, era uma verdadeira força da natureza, tinha uma capacidade física que o tornava imparável quando atacava o cesto rival. Ficou conhecido no mundo do basquetebol como "The Mailman" (o carteiro), pois sempre entregava a correspondência, leia-se deixava a bola no cesto dos adversários.

Se Stockton era um jogador que pela sua forma de ser passava despercebido, que era algo introvertido, que não gostava de chamar a atenção, Karl Malone era o contrário. Muito divertido, gostava de "puxar" pelo público com brincadeiras ou com afundanços do outro mundo. Era uma figura muito extrovertida, a antítese do seu companheiro, mas juntos formavam uma dupla fulminante para os adversários. Karl Malone ainda tentou a conquista do anel jogando uma época com os Lakers, mas a ideia não foi bem sucedida, e será sempre recordado como jogador dos Utah Jazz, clube que representou durante 18 anos, tornando-se "só" no segundo maior marcador de sempre da NBA com 36.928 pontos (25/jogo), atrás de Kareem Abdul-Jabbar. Foi duas vezes o MVP da época (97 e 99), 13 vezes All-Star, eleito um dos 50 melhores jogadores de sempre, duas vezes campeão olímpico (92 e 96).

Para vermos a importância que um tinha para o outro, ambos foram considerados MVP do All-Star Game de 93. Os números #12 (Stockton) e #32 (Malone) foram retirados pelos Utah Jazz como homenagem aos seus jogadores mais emblemáticos.

No vídeo que se segue podemos ouvir comentários sobre esta dupla e ver a magia de Stockton-Malone em campo. Desfrutem!!!!



Scottish
Uma Paixão, um Tempo de Magia

sexta-feira, 12 de março de 2010

Tertúlia da Semana (#8)

Na passada semana o tema da tertúlia foi o realojamento de quatro famílias de etnia cigana no bairro de São Pedro, depois dos trágicos acontecimentos nas Fontainhas que vitimaram dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Elvas.

No anterior fim-de-semana houve mais uma tragédia, com o desabamento das habitações contíguas ao Convento de São Paulo (antigo Tribunal Militar), desalojando quatro famílias. Sendo estas habitações propriedade do Exército Português, cabia a este órgão resolver o problema do realojamento, mas até agora, e depois da promessa da cedência provisória das casas junto ao Paiol da Nossa Senhora da Conceição, as quatro famílias continuam sem ver uma solução.

A única proposta foi de pernoitarem e deixarem os seus haveres na Casa de Reclusão de Elvas. As famílias aceitaram colocar os objectos pessoais neste local, mas decidiram ficar em casa de familiares, considerando o local com falta de condições habitacionais.
Na passada segunda-feira houve uma reunião com elementos do Instituto de Acção Social das Forças Armadas, Regimento de Cavalaria nº 3 de Estremoz, Museu Militar de Elvas e Câmara Municipal, para se conseguir uma solução.
A intenção do Exército será realojar três destas famílias no bairro de Santa Luzia, mas as casas necessitam de obras de recuperação que podem levar entre três a cinco meses. Até estarem disponíveis, foi solicitado ao Chefe do Estado Maior do Exército a cedência temporária das casas junto ao Paiol da Nossa Senhora da Conceição.

(fonte site Rádio Elvas)

Para o realojamento das quatro famílias de etnia cigana foram necessárias 48 horas, mas para estas já passou quase uma semana e ainda não há "fumo branco". O problema passará pela burocracia existente no nosso país, ou que as partes implicadas tentam empurrar a responsabilidade do problema para os outros?

Tertulianos digam de vossa justiça.

Scottish
Uma Paixão, uma tertúlia semanal

quinta-feira, 11 de março de 2010

"Elvas Viva", o novo guia turistico

A Associação Empresarial de Elvas apresentou na passada terça feira, o novo guia turístico "Elvas Viva". O Museu de Arte Contemporânea foi testemunha do nascimento de uma publicação semestral, que tem o objectivo de chegar a potenciais turistas do Alentejo e Extremadura espanhola. Para isso foram feitos dez mil exemplares, numa edição bilingue de português/castelhano.
Na apresentação estiveram presentes Joaquim Barbas, chefe de gabinete da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, e a vereadora do município elvense Elsa Grilo.

Sobre a nova publicação, a vereadora responsável pelo processo de candidatura das muralhas a Património do Mundo, revelou que "é uma iniciativa relevante para a divulgação do património e dos estabelecimentos comerciais de Elvas". Joaquim Barbas considera que o novo guia irá "criar um turismo melhor", e que deveria servir de exemplo a outras entidades do Alentejo.

(fonte site Rádio Elvas, foto Tudoben.com)

Estive a ler com atenção "Elvas Viva" e para uma primeira publicação penso que está bem concebida na sua parte inicial, mas com o senão de a partir da página 15 e até à 52, mais parecer um guia de empresas de Elvas. É só publicidade, e na minha opinião isso tira interesse para quem pretende conhecer algo mais de Elvas, de forma a poder visitar a nossa cidade.
Logicamente uma publicação destas para avançar necessita do apoio da publicidade como forma de suportar os custos, mas na minha opinião deveriam distribui-la de uma forma mais equilibrada ao longo do guia. Assim acredito que os leitores não finalizariam a sua leitura depois da página 15...
Esta é a nota menos positiva do guia e que deve ser revista pelos autores, pois parece-me ser um bom instrumento para promover Elvas.

Neste primeira edição o guia foca o interesse na Batalha das Linhas de Elvas, na Igreja da Nossa Senhora da Assunção (antiga Sé de Elvas), no Aqueduto da Amoreira, o ex-libris da cidade, e no Forte de Santa Luzia, colocando a história destes monumentos de uma forma sucinta e prática.
Além disto o guia fornece 3 dias de roteiros turísticos em Elvas, passando por vários pontos de interesse, desde os monumentos aos restaurantes, acabando nos locais de diversão nocturna elvenses.

"Elvas Viva" tem o objectivo de promover o conhecido e o desconhecido da nossa cidade e também das freguesias rurais. Temos de dar os parabéns à Associação Empresarial de Elvas pela iniciativa, pois TODOS devemos apoiar e incentivar quem crie mecanismos de divulgação da nossa cidade, mas para a segunda edição devem repensar a distribuição da publicidade pelo guia.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

terça-feira, 9 de março de 2010

A maldição da Ponte da Ajuda

Com a devida vénia do jornalista Luis Expósito, transcrevo uma notícia publicada na edição de domingo dia 7 do Diário Hoy.

La nueva maldición de Puente Ajuda
Portugal detiene por enésima vez la reconstrucción de uno de los símbolos de la Raya

"Seis personas pululaban en la mañana del pasado miércoles por las cercanías de Puente Ajuda. Eran una pareja de turistas de Badajoz, otra de 'guardinhas' haciendo la ronda y dos periodistas de este diario. Pobre balance para uno de los monumentos más representativos de la Raya. Debe tratarse de uno de los pocos puentes del mundo que separan en vez de unir. Semidestruido desde el año 1709 por culpa de la Guerra de Secesión española, ha habido varios intentos de reconstruirlo, sobre todo a partir de los noventa. Parecía que ésta era la ocasión definitiva, pero se ha vuelto a parar. Alguna maldición debe recaer en una construcción condenada a permanecer partida en dos para siempre.
Después del fiasco de 2003, españoles y portugueses sellaron lo que parecía otro acuerdo. El Ministerio de Vivienda había apartado 750.000 euros de su presupuesto de 2007 para la rehabilitación. Ese mismo año se abría un concurso para la redacción del proyecto definitivo. Ganó la empresa Prointec. Debía ofrecer tres alternativas que presentaría al ministerio y que tenían que contar además con el visto bueno del Gobierno luso.
Pero ahí se ha quedado la idea. De los 1,1 millones presupuestados para el año 2008 y los 1,3 para el 2009, se ha llegado al vacío más absoluto. Las cuentas del Estado para este año no reservan ni un euro.
El Ministerio no ha ofrecido a HOY una explicación de la paralización, como tampoco lo ha hecho al alcalde de Olivenza, Manuel Cayado. Pero éste se muestra convencido de que detrás está la causa de siempre: la negativa del Gobierno de Portugal a cualquier cambio.
Olivenza, en cuyo término está el puente, era portuguesa hace apenas 200 años. Como es sabido, pasó a manos españolas en la Guerra de las Naranjas, en 1801.

La cuestión territorial
La situación todavía levanta resquemor en algunos sectores de la sociedad portuguesa, que siguen reclamando la soberanía sobre el municipio. Por tanto, rechazan de plano que se reconstruya Puente Ajuda, ya que supondría aceptar de facto que la frontera está en el Guadiana y que Olivenza es español, algo que el vecino país nunca ha reconocido públicamente. Se trata de una postura que tiene mucha menos lógica desde el año 2000, cuando se abrió al lado un nuevo puente que permite el tráfico entre Olivenza y Elvas. Lo pagó Portugal, y el acuerdo contemplaba que España se encargaría de sufragar el arreglo del viejo.
Cuando ha sido necesario, grupos como los Amigos de Olivenza han recurrido a los tribunales para frenar cualquier avance. Así parece que lo hicieron en 2000, con el acuerdo de los dos puentes. Portugal también detuvo las obras que comenzaron del lado español en 2003, por problemas técnicos y medioambientales. Además de no estar de acuerdo con los materiales, estaba el 'narcisus humili'. Es un tipo de flor en peligro de extinción del que han aparecido algunos ejemplares en la parte portuguesa del puente.
Ambos intentos de reconstrucción seguían la idea del ingeniero José Antonio Fernández Ordóñez, que contemplaba que tuviera sólo uso peatonal y pudiera ser parte de rutas senderistas y visitas turísticas. Dicen los expertos que el puente podría ser el eje vertebrador de una importante actividad turística. Pero por ahora tendrá que conformarse con unos pocos visitantes. El miércoles eran sólo seis".

Afinal de quem é a culpa das sucessivas paragens na ideia da reconstrução da Ponte da Ajuda? Pelo texto escrito por Luis Expósito, serão vários os que bloqueram o avanço das obras. O governo espanhol colocou nos orçamentos de 2007, 2008 e 2009 verbas para o avanço das obras, mas para este ano ZERO, e não dá explicações sobre a paralização do projecto. O alcalde de Olivenza também não consegue dar qualquer tipo de explicação, mas está convencido que o governo português é o responsável de não se avançar no projecto de reconstrução.
Também temos os "Amigos de Olivenza", que recorreram aos tribunais para parar o avanço da reconstrução, e em 2003 Portugal parou as obras do lado espanhol por problemas técnicos e ambientais, não concordando com os materiais utilizados e para preservar uma flor em perigo de extinção que se encontra do lado lusitano da ponte.

Sei que ainda existem pessoas que teimam em não aceitar que Olivenza está do outro lado do rio, que é soberania espanhola, ou que os oliventinos apesar de manterem algumas tradições portuguesas, se reconhecem espanhóis. Das novas gerações de Olivenza são poucos os que falam português, e só os mais idosos mantêm a língua de Camões como algo importante na sua identidade.

Então porque não se decide a reconstrução de um dos símbolos da raia e possível polo de interesse turistico? De quem é verdadeiramente a culpa? Ou será que ninguém quer a reconstrução? Cá para mim a culpa é da flor narcisus humili...

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

PEC mantém ligação ferroviária Lisboa-Madrid

Na conferência de imprensa realizada ontem em São Bento, o Primeiro Ministro José Sócrates revelou que "o PEC mantém as opções já tomadas no que diz respeito ao novo aeroporto, à ligação ferroviária de alta velocidade entre Lisboa e Madrid e nas concessões rodoviárias já aprovadas".

O famigerado PEC (Programa de Estabilidade e Crescimento) está a levantar muita polémica, mas no que toca aos investimentos públicos, e em especial à linha ferroviária de alta velocidade Lisboa-Madrid, o processo mantém-se.
Boa notícia para Elvas pois já se temia o pior, e que poderíamos ver o mesmo adiamento que vão ter as linhas Lisboa-Porto e Porto-Vigo. Não querendo o Governo aumentar a carga fiscal dos portugueses e necessitando de reduzir o défice, o corte mais normal seria nos investimentos públicos.
Além desta decisão o primeiro-ministro defendeu a criação de um escalão no IRS de 45% para rendimentos superiores a 150 mil euros anuais, tornando assim "mais justo" o sistema fiscal. O congelamento dos aumentos salariais para os funcionários públicos até 2013, poderá tornar-se num dos maiores problemas que o Governo terá de enfrentar. Também faz parte do programa as privatizações da TAP, dos CTT, da área seguradora da CGD, e a venda das participações detidas na EDP, GALP e REN, podendo arrecadar 6 mil milhões de euros.

Por enquanto podemos suspirar de alívio, mas o PEC não está a agradar aos partidos da oposição, sendo mesmo alvo de duras críticas. Digo por enquanto, pois o programa ainda tem de passar na Assembleia da República, e como o Governo necessita de consenso parlamentar para o viabilizar, penso que com tantas críticas não será fácil a sua aprovação.

Por isso só ficaremos tranquilos quando o PEC passar na AR, já que se trata do projecto mais importante para Elvas poder sair do fundo do poço.
Mas também temos de dizer que já estamos fartos de palavras e só acreditamos quando virmos a Plataforma Logística e a estação de mercadorias começarem a tomar forma física. Para quando?

(foto Lusa / fonte site Diário de Notícias)

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

segunda-feira, 8 de março de 2010

Fim de semana muito activo em Elvas

Tivemos um fim de semana recheado de eventos na nossa cidade. Apesar da chuva convidar ficarmos em casa, na verdade é que a Feira das Oportunidades contou com muitos visitantes. Esta é uma das feiras promovidas no Centro de Negócios Transfronteiriço mais bem sucedida, e demonstrou à edilidade que o espaço é reduzido para as dimensões com que a feira já conta, para não dizer que a zona para estacionamento deve ser repensada. No terreno em frente do CNT é onde habitualmente os visitantes estacionam os seus carros, mas com a chuva e a lama houve quem decidisse não parar e visitar a Feira.

À noite no Cine-Teatro, Susana Félix cantou para meia sala... Hora e meia de concerto, integrado nas comemorações do Dia Internacional da Mulher, que mesmo assim foi do total agrado da artista, satisfeita com o público elvense, considerando-o "muito talentoso". Pode-se dizer que poucos mas bons!
Durante a noite houve motivos de interesse para quem teve vontade de sair de casa. Em foco esteve a música dos anos 90, com festas na Antiga Casa de Fados da SIR e no Moto Clube Alentejano com o DJ elvense Luís Calhau.

Desportivamente o destaque vai para o regresso às goleadas da SIR, que no Campeonato Distrital "despachou" a Comenda com um rotundo 12-0. Aproveitou bem o empate do líder Campomaiorense ficando assim com 3 pontos de desvantagem, e com menos um jogo. O primeiro lugar está "a tiro"!!!
Henrique Renga, nadador do CEN que este fim de semana disputou os Zonais de Infantis, conquistou um pódio com um 2º lugar nos 200m bruços, foi 4º nos 100m bruços, 6º nos nos 200m estilos, 8º nos 100m livres e 15º nos 200m livres. Além destas posições nas provas que realizou, conquistou um MAC (Marca de Apoio ao Clube) e três TAC's (Tempo de Admissão aos Campeonatos) para os Campeonatos Nacionais a realizar em Julho no Porto. Parabéns Henrique!

Para este Humilde Observador o destaque desportivo foi o regresso ao Pavilhão que durante tantos anos foi a minha casa do basquetebol. Mas este voltar ao Pavilhão Municipal de Elvas não foi bem sucedido, com uma justa derrota frente a um CEN que está a melhorar, que conta com jogadores que trabalham bem, que colocam muita intensidade no jogo e que mereceram sem qualquer discussão a vitória, a primeira registada no Torneio Intercalar de Sub-14 masculinos.
Foi um jogo especial, mas sempre concentrado e tratando que a minha equipa mostrasse a superioridade da primeira volta em Campo Maior, no entanto os meus jogadores "decidiram" não mostrar em campo aquilo que têm aprendido nos treinos. A quantidade de lançamentos errados perto do cesto foi sem dúvida a nota que definiu a derrota por 13 pontos, 47-34.
No dia seguinte o CEN viajou até Beja, tendo sido derrotado pelo líder Despertar por 15 pontos, 59-44. Apesar de terem perdido o jogo, o resultado revela a notável melhoria da equipa e a sensação que se poderia ter feito mais qualquer coisa.
Em Évora tivemos a estreia da equipa de Sub-14 feminina com uma derrota. O Salesianos venceu o CEN por 58-16, resultado normal para quem começou há pouco tempo, mas pelo visto esperam-se melhorias à medida que vão disputando jogos.

O fim de semana foi marcado negativamente pela demolição de um prédio que ruiu no Centro Histórico. Duas famílias ficaram sem habitação, tendo a edilidade disponibilizado duas casas na Boa-Fé. O Três Paixões esteve presente na demolição do prédio, e a sensação com que ficaram os presentes foi que as paredes pareciam verdadeiras folhas de papel. Atenção que situações como esta poderão voltar a acontecer devido ao elevado estado de degradação em que se encontram várias habitações no Centro Histórico. Para não haver alguma tragédia é urgente tomar medidas de recuperação dos imóveis que revelam estar a "cair aos bocados".

Ao fim de 12 anos a Barragem do Caia voltou a realizar uma descarga obrigatória de água. A muita chuva que tem caído obrigou a tomar esta decisão pois a barragem atingiu a cota 232. O espectáculo que proporciona a descarga levou muita gente à zona da albufeira do Caia, numa verdadeira romaria.

(fontes site Rádio Elvas e blog CEN Natação)

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

domingo, 7 de março de 2010

Remember the 80's (#5)

O tempo convida a ficar em casa, e a ouvir boa música...



Scottish
Uma Paixão recordando os 80

sábado, 6 de março de 2010

Tempo de Magia (#9)

Isiah Thomas foi sem dúvida um dos maiores basquetebolistas da história. Dono de uma capacidade invulgar para driblar, com um lançamento muito rápido e efectivo, caracteristicas que fizeram do número 11 dos Detroit Pistons um jogador praticamente imparável.
Fez toda a sua carreira profissional numa equipa à qual se auto-proclamavam os "Bad Boys". Eram realmente duros a defender e vendiam muito caras as derrotas, tendo por isso conquistado inúmeros inimigos, em especial os Chicago Bulls.
Mas no ataque contavam com jogadores de grande nível, como Joe Dumars, John Salley, o duríssimo poste Bill Laimbeer e o super conhecido Dennis Rodman. Se lhe juntarmos aquele que foi considerado várias vezes o melhor sexto jogador da NBA, Vinnie "Microwaves" Johnson, temos a combinação perfeita para vencer por duas vezes o anel de campeão (89 e 90). No entanto era Isiah, um verdadeiro "showman" no campo, o mais destacado Piston, o verdadeiro líder.
No banco esteve a dirigir o super prestigiado Chuck Daly, técnico que orientou a melhor equipa da história, o Dream Team que disputou as Olimpíadas de 92 em Barcelona, e que curiosamente não chamou Isiah...

Esta será provavelmente a grande lacuna no seu historial, mas deixou a sua marca bem vincada com dois títulos conquistados, quase mil jogos realizados (979), registando 18822 pontos (19,2/jogo) e 9061 assistências (9,3/jogo).
Como treinador o sucesso não tem sido o mesmo, tendo sido destituído por maus resultados nos Indiana Pacers e nos New York Knicks.

Desfrutem do vídeo!!



Scottish
Uma Paixão, um Tempo de Magia

sexta-feira, 5 de março de 2010

Tertúlia da Semana (#7)

Elvas teve uma semana marcada por acontecimentos na sua maioria negativos. Primeiro foi a "tempestade perfeita" Xynthia, que felizmente passou com pouca intensidade por Elvas apenas causando danos materiais, em especial no parque de estacionamento do Minipreço. Depois veio a público que os contentores de resíduos sólidos urbanos no Centro Histórico estão prontos, mas que por falta de uma viatura própria para a recolha do lixo doméstico, não se podem utilizar.
Ontem este Humilde Observador informou os leitores que os autocarros dos circuitos urbanos acabaram em Elvas. A Rodoviária do Alentejo tomou esta decisão pelo facto de não haver receitas que justificassem a manutenção do serviço.
Ontem tivemos a greve geral da função pública, no entanto pouco significativa em Elvas, tanto nas Escolas, como nas unidades de saúde ou no Tribunal.

Mas a notícia mais comentada foi sem dúvida o realojamento de quatro famílias de etnia cigana em duas habitações do Bairro de São Pedro, pela demolição de barracas nas Fontainhas ilegalmente ocupadas. Esta decisão foi tomada porque no passado sábado dois bombeiros de Elvas foram gravemente feridos por uma explosão, ocorrência que está a ser investigada pela Judiciária, no que se pensa ter sido uma armadilha aos "soldados da paz".
As casas foram entregues às famílias por acordo entre a edilidade e o IGAPHE - Instituto de Gestão e Alienação do Património Habitacional do Estado, entidade proprietária das habitações que estavam disponíveis no Bairro de São Pedro. Deve-se dizer que as famílias tinham sido notificadas com ordem de despejo pelo Tribunal, decisão que originou uma manifestação de vários elementos desta etnia nos Paços do Concelho.

Vários blogues elvenses e seus leitores comentaram este problema, e justamente têm criticado a edilidade. A negativa constante em fornecer habitação social a muitas famílias elvenses de poucos recursos, com a justificação de simplesmente não haver, é agora rebatida, pois em 48 horas quatro famílias de etnia cigana conseguiram duas casas para viverem. E atenção que segundo declarações de um dos membros das famílias realojadas, está é uma solução provisória. Apesar de manifestar o seu agrado com a solução encontrada, a Câmara terá de conseguir mais duas casas...

Penso que com esta decisão o edil irá ser muito criticado pela população. Agora serão os elvenses, em especial os que contam com poucos recursos, a exigirem que a Câmara lhes consiga uma casa onde viver, tratando de a pagar com o que ganham do seu trabalho. O mesmo não acontecerá com as famílias realojadas no Bairro de São Pedro, já que a grande maioria destas pessoas está pouco interessada em trabalhar para pagar as suas dívidas, e muito menos integrarem a nossa comunidade, exigindo de todos nós mundos e fundos como se fôsse uma obrigação.
E com esta decisão poderemos assistir à chegada de mais famílias de etnia cigana a Elvas...

O tema está em cima da mesa. Tertulianos digam de vossa justiça.

Scottish
Uma Paixão, uma tertúlia semanal

quinta-feira, 4 de março de 2010

Acabaram os autocarros em Elvas

Mais uma má notícia. Desde o início desta semana, os autocarros que faziam os circuitos urbanos da nossa cidade, acabaram!

Com esta decisão da Rodoviária do Alentejo, perdem aqueles que habitualmente se deslocavam nos transportes públicos a preços acessíveis. Os bairros periféricos à zona intra-muros ficam assim dependentes exclusivamente dos táxis, cujo custo aumenta considerávelmente.

O motivo para esta decisão é a falta de utentes do serviço. Não deixam de ter razão, pois os autocarros estavam sempre vazios, sendo quase exclusivamente utilizados por moradores do bairro da Boa-Fé. Segundo informação da Rádio Elvas, à circular da decisão está um abaixo assinado que já reuniu mais de mil assinaturas.

Parece-me bem que as pessoas se empenhem em demover a Rodoviária do Alentejo da decisão tomada no início desta semana, mas parece-me que vai ser complicado e os únicos culpados disso são os elvenses. Não fossem os habitantes da Boa-Fé e os autocarros andariam "às moscas", pois a larga maioria prefere levar o carrinho para a cidade, mesmo que o tenha de deixar bem longe, ou então pagar o parque de estacionamento.
Se formos para Lisboa, provavelmente preferimos deixar o carro em lugar seguro, e andarmos de autocarro ou de metro para de uma forma barata deslocar-nos pela capital. Aí não nos importamos de utilizar os transportes públicos, mas em Elvas não pode ser, pois o que poderão dizer os outros de andar de autocarro...

Continuamos a pensar como antigamente, continuamos com uma mentalidade aldeã com os devidos respeitos que me merecem, continuamos a dar importância ao que poderão pensar os outros, e assim será difícil evoluirmos.
Pergunto eu se não será mais barato gastarmos 0,65€ por viagem de autocarro a gastarmos nos parques mais baratos, 0,30€/hora? Não será melhor irmos de autocarro para não termos de andar loucos à procura de estacionamento à borla? É preferível trabalhar por exemplo na Rua da Cadeia e deixar o carro fora das Portas de Olivença, mesmo estando a chover?

Depois queixamo-nos do que gastamos em combustível, em parque de estacionamento, em multas para irmos trabalhar ou para fazermos umas compras no Centro Histórico...

Agora que a Rodoviária do Alentejo tomou esta decisão irão chover as criticas e que Elvas tem de continuar com transportes públicos.
Reconsideremos o que estamos a fazer mesmo para benefício das nossas carteiras, em vez de nos lamentarmos por Elvas estar sempre a perder coisas.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

quarta-feira, 3 de março de 2010

Contentores subterrâneos prontos mas não se podem usar

"Os contentores subterrâneos colocados no centro histórico da cidade já estão prontos para serem utilizados pelos moradores. No entanto, a população ainda não pode usufruir deste novo equipamento pela falta de transporte por parte da autarquia para recolher o referido lixo doméstico".

(fonte e foto site Rádio Elvas)

Esta foi a explicação do vereador João Vintem à RE sobre a o facto de não se poderem usar os contentores substerrêneos. Os mesmos encontram-se instalados no Centro Histórico, mas sem o transporte próprio nada feito.
Então esta situação não se deveria ter resolvido antes de ficarem concluidos? E agora a pergunta só pode ser esta: "até quando terá de esperar a população para usufruir do equipamento"?
Creio que esta situação não foi devidamente analisada pela edilidade, e agora resta aos moradores do Centro Histórico deixar o lixo à porta como até aqui. Desta forma não se consegue dividir o lixo que é orgânico e o reciclável, como se faz nos bairros extra-muros.

Outra notícia que merece da parte deste Humildo Observador os mais rasgados elogios, é que hoje pelas 10 horas da manhã irão ser derrubadas as barracas ocupadas por familias de etnia cigana nas Fontainhas.
Esta medida devia ser sempre tomada, pois infelizmente esta etnia teima em não de integrar na comunidade. No entanto foi necessário acontecer a tragédia do passado sábado à noite, com uma explosão que feriu com gravidade dois soldados da paz elvenses, e que está a ser averiguado pela Judiciária por se suspeitar ter sido uma armadilha, para se decidir o derrube.

Quem lucrou com isto? Os quatro agregados familiares que viviam nas barracas, pois a Câmara Municipal de Elvas já os está a alojar em duas habitações do Bairro de São Pedro. No hospital continuam os dois bombeiros, aos que desejo as rápidas melhoras.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

terça-feira, 2 de março de 2010

CME gastou menos nas empreitadas de 2009


Numa época de crise todos tratamos de poupar, tentamos a redução de custos como medida de desafogo orçamental. Assim conseguimos minimizar esta fase complicada a nível mundial, e que Elvas não é alheia.
Se temos criticado por diversas vezes a gestão autárquica, penso que desta vez temos de elogiar a edilidade pelo esforço em controlar os custos das empreitadas.

As 32 que foram concluídas em 2009, adjudicadas por 8,3 milhões de euros, tiveram um custo final inferior em 91 mil euros (menos 1,1%). Para muitos será pouco, para outros pouco significativo, e outros que elogiarão a gestão das empreitadas. Como em tudo na vida não se pode agradar a gregos e troianos, mas este Humilde Observador parabeniza a edilidade pela redução de custos das obras públicas que constam da publicação que a CME colocou no seu site, e que anexo.

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal

segunda-feira, 1 de março de 2010

Xynthia já fez 45 mortos em França


No passado Sábado a "tempestade perfeita" Xynthia também passou por Elvas, mas felizmente sem grandes estragos materiais a registar, e muito menos o lamentar a perda de vidas humanas.

O mesmo não aconteceu em França, onde 45 pessoas morreram devido à queda de árvores, postes da luz e inundações derivadas dos fortes ventos que chegaram aos 160 kms/hora. Na sua passagem por Portugal e Espanha, onde se esperavam bastantes estragos, os registos de estragos não são significativos face ao que desde ontem está a acontecer na França, Bélgica e Alemanha.

Na nossa cidade foi o parque de estacionamento do Minipreço a zona mais afectada pelo forte vento que se fez sentir à hora de almoço. O resultado foi um ferido sem gravidade devido à queda das estruturas metálicas dos toldos para os carros. Como consequência deste problema, o trânsito na Estrada Nacional 4 foi interrompido pela PSP de Elvas, enquanto decorriam as operações de socorro e de remoção com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Elvas.

Algumas árvores não aguentaram os fortes ventos e caíram, em especial nas estradas da Carvalha e de Juromenha, assim como várias antenas de televisão que danificaram alguns telhados.

A considerada "tempestade perfeita" felizmente na nossa zona não causou muitos estragos, mas estes são sinais de um inverno bastante rigoroso, e sintomas que a natureza é uma força impossível de dominar. Muita chuva, que felizmente nos irá abastecer de água por bastante tempo, mas que também nos trás o mau humor caracteristico quando ficamos dias a fio sem ver o Sol. E vai continuar...

De lamentar o sucedido no Chile, onde um sismo de 8,8 na escala de Richter abalou por completo a zona centro-sul do país. As autoridades chilenas informaram que 708 pessoas perderam a vida com este trágico acontecimento. Depois do Haiti, onde morreram cerca de 220 mil pessoas, agora foi o Chile, que apesar da magnitude ter sido superior, é um país preparado para enfrentar esta brutal manifestação da Natureza. Em 22 de Maior de 1960 o Chile sentiu o maior sismo de sempre (desde que há registos), atingindo 9,5 numa escala de 10. Desde então o país implementou normas de construção anti-sísmicas.

O Três Paixões é solidário com os povos chileno e haitiano, esperando que a ajuda internacional tenha o êxito desejado e que a reconstrução de ambos países tarde o menos possível.

(foto site Linhas de Elvas)

Scottish
Uma Paixão, uma opinião pessoal